Assessor de Leonardo morreu atingido por tiros provavelmente acidentais, diz polícia

Foto: Divulgação

Conhecido como ‘Passim’, Nilton Rodrigues, de 60 anos, foi encontrado morto em banheiro de fazenda do cantor. Esposa e filho do artista, além de outros amigos, publicaram homenagens à vítima na web.

A Polícia Civil de Goiás começou a investigar a morte de Nilton Rodrigues da Silva, conhecido como “Passim”, que era assessor e amigo do cantor Leonardo. Segundo a corporação, tudo indica que a vítima, de 60 anos, morreu após ser atingida por dois tiros acidentais enquanto estava na fazenda do artista, que fica em Jussara, no oeste do estado.

Passim morreu na madrugada de quinta-feira (4). De acordo com o delegado Kléber Toledo, responsável pela investigação, o assessor estava com uma arma, a qual disparou acidentalmente e atingiu a mão dele. Em seguida, conforme a corporação, outro tiro atingiu a perna esquerda dele.

A Polícia Civil também informou que, a princípio, Passim estava sozinho numa suíte no momento do acidente e foi a um banheiro para tentar estancar o sangramento, mas não resistiu à hemorragia e morreu dentro do cômodo.

A corporação estima que os tiros foram disparados por volta de 2h, mas o corpo da vítima foi encontrado às 12h30. Segundo o investigador, inicialmente, o fato havia sido noticiado como possível suicídio, o que ficou afastado pelas equipes da Polícia Civil e da Polícia Técnico Científica após uma perícia inicial.

“Chegamos à conclusão preliminar que a morte, infelizmente ocorrida, decorreu de um manuseio incorreto e imprudente de arma de fogo”, afirmou o delegado.

Nilton Rodrigues, conhecido como Passim, era assessor e amigo do cantor Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Nilton Rodrigues, conhecido como Passim, era assessor e amigo do cantor Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Além dele, havia mais três pessoas na fazenda, que dormiam em cômodos distantes, de acordo com as apurações. A Polícia Civil informou que conversou com as pessoas que estavam na propriedade, mas que deve ouvir todas formalmente, na delegacia, durante a investigação. Os laudos periciais também devem ser feitos e analisados.

A corporação identificou a arma como sendo uma Glock 380. O G1 questionou a Polícia Civil, por mensagens enviadas às 10h desta sexta-feira (5), de quem era a arma e se ela estava legalizada, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

A assessoria da Polícia-Técnico Científica (PTC) informou que equipes de Perícia Criminal e de Medicina Legal fizeram a perícia no local e no corpo com o objetivo de fornecer suporte técnico-científico às investigações da polícia.

A assessoria de Leonardo já havia informado, ainda na quinta-feira, que “a morte foi acidental”.

Homenagens

Passim trabalhava no meio artístico há cerca de 30 anos. Ele deixa esposa e dois filhos. Até a última atualização desta reportagem, não haviam sido divulgadas informações sobre velório e enterro.

Vários amigos do assessor expressaram luto pela morte dele. Entre eles a esposa de Leonardo, Poliana Rocha, que publicou nas redes sociais textos falando sobre a companhia de Passim e a falta que ele fará:

“Nosso ‘Rambo’, amigo, irmão, companheiro, secretário, filho, fiel escudeiro e muito mais partiu. Estamos um caco, só frangalhos! Amanhã falo com vocês. Estamos sem chão. A vida hoje ficou cinza”, escreveu.

Poliana Rocha publica homenagem a Passim, assessor e amigo dela e de Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Poliana Rocha publica homenagem a Passim, assessor e amigo dela e de Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

 

Filho do assessor, Hugo Rodrigues fez uma declaração ao pai, dizendo que não teve como se despedir, mas que Passim deixou “um legado lindo”.

“Nos deixou tão de repente, pai. Não tivemos tempo de nos abraçar ou de falar um último ‘eu te amo’, como dizíamos todos os dias. […] Nossa trajetória não acabou aqui, pai. Eu vou te encontrar ainda. Me espera, meu velho. Te amo e sempre vou te amar”, escreveu o filho.

Hugo Rodriges e o pai, Passim, que morreu com tiro de arma de fogo em fazenda do cantor Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Hugo Rodriges e o pai, Passim, que morreu com tiro de arma de fogo em fazenda do cantor Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

 

O cantor Zé Felipe, filho de Leonardo, postou vídeo com Passim em sua rede social e disse que “não dá para acreditar” na perda do amigo (veja abaixo).

A gravação compartilhada mostra um momento de brincadeira e descontração em que Zé Felipe pede para que o amigo não morra nunca.

“Se você morrer, eu desenterro você e ponho em pé de novo”, diz Zé Felipe.

 

Fonte: Jornal a Semana

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Notícias semelhantes