De Figueirão e Camapuã para o mundo, jovens promessas sonham brilhar no Grêmio

Dois jovens com enorme potencial para bilhar no futebol. Foi o que disse o ex-atacante Lima, que deixou sua marca de craque goleador nas décadas de 1980 e 1990, sobre William e Matheus, ambos de 16 anos de idade, apresentados por ele, esta semana, no Grêmio de Porto Alegre.

As duas novas promessas do futebol são naturais da região norte de Mato Grosso do Sul. William é da cidade de Figueirão, e surgiu em 2015 na escolinha conveniada do Grêmio, que o ex-jogador Lima implantou no município com o apoio do prefeito Rogério Rodrigues Rosalin, e Matheus, assim como o ex-craque, é natural de Camapuã.

“O Matheus é um meia-esquerda com jeito de jogar parecido com o Lucas Lima (craque do Santos), é do tipo que joga de cabeça erguida, tem capacidade de driblar, faz a bola girar e impõe velocidade ao jogo, e o William tem o estilo de jogo do Luan (craque do Grêmio). É um meia-atacante, bom no drible, chuta bem com as duas pernas e sabe fazer gol”, descreveu o ex-jogador.

Lima, de paletó marrom, com o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Junior, ladeados por William e Mateus, na apresentação ao clube gaucho em Porto Alegre(foto divulgação)

Eles tiveram uma apresentação com honras no clube gaucho. Normalmente, esse tipo de indicação passa primeiro pela coordenação do setor de futebol de base, mas com o “apadrinhamento” de Lima, que brilhou no Grêmio entre 1986 e 1988, o primeiro degrau de William e Matheus foi justamente na sala do presidente do clube, Romildo Bolzan Junior, na Arena do Grêmio.

“Quando eu sai de Camapuã com o sonho de ser jogador de futebol, passei primeiro pelo Operário de Campo Grande, e os meninos já estão começando em um clube do tamanho do Grêmio. Eles ficaram emocionados com tudo o que viram, a estrutura gigantesca de um clube de alto nível, e agora só depende deles”, comentou Lima.

William e Matheus foram integrados ao grupo de jogadores da categoria Sub-17 do Grêmio e vão passar pela avaliação da comissão técnica das categorias de base por um período de uma a duas semanas. “Depois disso saberemos se eles serão contratados ou dispensados. É um processo normal no início de carreira, e os dois já começaram fazendo gols nos primeiros treinos. Isso é positivo”, ressaltou Lima.

O ex-atacante torce pela aprovação dos dois jogadores no Grêmio para impulsionar a parceria da sua empresa, a Lima9 Sports, com o Grêmio de Porto Alegre e prefeituras sul-mato-grossenses, não apenas na região norte, mas também de outros municípios.

“Nesse tipo de trabalho com escolinhas de futebol é fundamental a parceria com as prefeituras. É um trabalho social, representa oportunidade na vida de garotos que poderiam seguir caminhos diferentes, e sou muito grato ao apoio dos prefeitos Rogério Rosalin (Figueirão) e Delano Huber (Camapuã). Espero poder levar o meu projeto para todo Estado”, comentou ele.

Wililiam já com o uniforme do Grêmio(foto divulgação)

Histórico – A escolinha de futebol da empresa Lima9 Sports, em Figueirão, está entre as conveniadas do Grêmio. No total, o clube gaucho tem 90 unidades espalhadas por todo o Brasil e até no exterior.

Em seu site oficial, o Grêmio diz abrigar 13 mil futuros atletas, entre os alunos do Centro de Treinamento Cristal (sede da Escolinha), na Zona Sul de Porto Alegre, e nas Escolas Conveniadas.

De acordo com o clube, o trabalho destas unidades é formar os atletas/cidadãos que no futuro entrarão em campo no time profissional, ou serão vendidos para oxigenar a estrutura financeira do clube. As Escolas Conveniadas funcionam como núcleos da escola de futebol do Grêmio, viabilizando o acesso dos meninos ao elenco principal, independente da distância geográfica.

Fonte: CampoGrandeNews

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias semelhantes